Aula 01 - Fonologia:
Conceito e elementos
 

Conceito de fonema

Fonemas são as entidades capazes de estabelecer distinção entre as palavras. Exemplos: casa/capa, muro/mudo, dia/tia. A troca de um único fonema determina o surgimento de outra palavra ou um som sem sentido. O fonema se manifesta no som produzido e é registrado pela letra, é representado graficamente por ela. O fonema /z/, por exemplo, pode ser representado por várias letras: z (fazenda), x (exagerado), s (mesa).


Os fonemas são representados entre barras. Exemplos: /m/, /o/.

Conceito de Fonética

Estudo dos sons da fala, especialmente no que diz respeito à sua produção, transmissão e recepção.

Conceito de Fonologia

Estudo dos sistemas sonoros das línguas.

Aparelho fonador

Classificação dos fonemas

Os fonemas da língua portuguesa classificam-se em vogais, semivogais e consoantes.

Vogais: são fonemas pronunciados sem obstáculo à passagem de ar, chegando livremente ao exterior. Exemplos: pato, bota

Semivogais: são os fonemas que se juntam a uma vogal, formando com esta uma só sílaba: Exemplos: couro, baile. Observe que só os fonemas /i/ e /u/ átonos funcionam como semivogais. Para que não sejam confundidos com as vogais i e u serão representados por [y] e [w] e chamados respectivamente de iode e vau.

Consoantes: são fonemas produzidos mediante a resistência que os órgãos bucais (língua, dentes, lábios) opõem à passagem de ar. Exemplos: caderno, lâmpada.

Classificação das vogais

Quanto à zona de articulação
A zona de articulação está relacionada com a região da boca onde as vogais são articuladas.

  • média: é articulada com a língua abaixada, quase em repouso. Ex.: a (pasta)
  • anteriores: são articuladas com a língua elevada em direção ao palato duro, próximo ao dentes.Ex.: é (pé ), ê (dedo ), i (botina )
  • posteriores: são articuladas quando a língua se dirige ao palato mole. Ex.: ó (pó), ô (lobo), u (resumo)

Quanto ao papel das cavidades bucal e nasal

A corrente de ar pode passar só pela boca (orais) ou simultaneamente pela boca e fossas nasais (nasais).

  • orais: (pata), (sapé), (veia), (vila), (sol), (aborto), (fluxo)
  • nasais: (fã), (tempo), (cinto), (sombrio), (fundo)

Quanto à intensidade

A intensidade está relacionada com a tonicidade da vogal.

  • tônicas: café, cama
  • átonas: massa, bote

Quanto ao timbre

timbre está relacionado com a abertura da boca

  • abertas: (sapo), (neve), (bola)
  • fechadas: ê (mesa), ô (domador), i (bico), u (útero) e todas as nasais
  • reduzidas: são as vogais reduzidas no timbre já que são vogais átonas (orais ou nasais, finais ou internas). Exemplos: (cara, cantei)
Classificação das consoantes

As consoantes são classificadas de acordo com quatro critérios:

1-modo de articulação: é a forma pela qual as consoantes são articuladas.Quanto ao modo de articulação, as consoantes podem ser oclusivas ou constritivas.

  • Nas oclusivas existe um bloqueio total do ar.
  • Nas constritivas existe um bloqueio parcial do ar.

2-ponto de articulação: é o lugar onde a corrente de ar é articulada (lábios, dentes, palato...) De acordo com o ponto onde é articulada, as consoantes são classificadas em:

  • bilabiais = lábios + lábios.
  • labiodentais = lábios + dentes superiores.
  • linguodentais = língua + dentes superiores
  • alveolares = língua + alvéolos dos dentes.
  • palatais = dorso do língua + céu da boca
  • velares = parte superior da língua + palato mole

3-função das cordas vocais: se a cordas vocais vibrarem, a consoante será sonora; no caso contrário, a consoante será surda.

4-função das cavidades bucal e nasal: caso o ar saia somente pela boca, as consoantes serão orais; se sair também pelas fossas nasais, as consoantes serão nasais.

Dígrafos

É a união de duas letras representando um só fonema.Observe que no caso dos dígrafos não há correspondência direta entre o número de letras e o número de fonemas.

Dígrafos que desempenham a função de consoantes: ch (chuva), lh (molho), nh(unha), rr(carro) e outros.

Dígrafos que desempenham a função de vogais nasais: am (campo), en (bento), om (tombo) e outros

Encontros vocálicos

Há três tipos de encontros vocálicos: hiato, ditongo e tritongo.

Hiato: é junção de duas vogais pronunciadas separadamente formando sílabas distintas. Ex.:sda, coelho

Ditongo: é a junção de uma vogal + uma semivogal (ditongo decrescente), ou vice-versa (ditongo crescente), na mesma sílaba. Ex.: noite (ditongo decrescente), quase (ditongo crescente).

Tritongo: é a junção de semivogal + vogal + semivogal, formando uma só sílaba. Ex.: Paraguai, arguiu.


Não se esqueça que só as vogais /i/ e /u/ podem funcionar como semivogais.
Em palabras como goiaba não trata-se de um tritongo e sim de um ditongo e um hiato. goi-a-ba

Encontros consonantais

Quando existe uma seqüência de duas ou mais consoantes em uma mesma palavra, denominamos essa seqüência de encontro consonantal.

O encontro pode acorrer:

  • na mesma sílaba: cla-ri-da-de, fri-tu-ra, am-plo.
  • em sílabas diferentes: af-ta, com-pul-só-rio

Nos encontros consonantais somos capazes de perceber o som de todas as consoantes.

Silaba

É a unidade ou grupo de fonemas emitidos num só impulso da voz.

Classificação das palavras quanto ao número de sílabas
  • Monossílabas: aquelas que possuem uma só sílaba: dó, mão, cruz, etc.
  • Dissílabas: aquelas que possuem duas sílabas: sa/pé, fo/lha, te/la, etc.
  • Trissílabas: aquelas que possuem três sílabas: fun/da/ção, mé/di/co, etc.
  • Polissílabas: aquelas que possuem mais de três sílabas: ve/te/ra/no, na/tu/re/za, pa/la/ci/a/no, etc.
Divisão silábica

A fala é o primeiro e mais importante recurso usado para a divisão silábica na escrita.

  1. Regra geral: Toda sílaba, obrigatoriamente, possui uma vogal.

  2. Regras práticas: Não se separam ditongos e tritongos. Exemplos: mau, averiguei

  3. Separam-se as letras que representam os hiatos. Exemplos: sa-í-da, vô-o...

  4. Separam-se somente os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc. Exemplos: pas-se-a-ta, car-ro, ex-ce-to...

  5. Separam-se os encontros consonantais pronunciados separadamente. Exemplo: car-ta

  6. Os elementos mórficos das palavras (prefixos, radicais, sufixos), quando incorporados à palavra, obedecem às regras gerais. Exemplos: de-sa-ten-to, bi-sa-vô, tran-sa-tlân-ti-co...

  7. Consoante não seguida de vogal permanece na sílaba anterior. Quando isso ocorrer em início de palavra, a consoante se anexa à sílaba seguinte. Exemplos: ad-je-ti-vo, tungs-tê-nio, psi-có-lo-go, gno-mo...
Acento tônico
  • Sílaba tônica: A sílaba proferida com mais intensidade que as outras é a sílaba tônica. Esta possui o acento tônico, também chamado acento de intensidade ou prosódico: ca, caderno, lâmpada

  • Sílaba subtônica: Algumas palavras geralmente derivadas e polissílabas, além do acento tônico, possuem um acento secundário.A sílaba com acento secundário é chamada de subtônica. Exemplos: terrinha, sozinho

  • Sílaba átona: As sílabas que não são tônicas nem subtônicas chamam-se átonas. Podem ser pretônicas (antes da tônica) ou postônicas (depois da tônica), Exemplos: barata (átona pretônica, tônica, átona postônica) máquina (tônica, átona postônica, átona postônica)


Não confunda acento tônico com acento gráfico. O acento tônico está relacionado com intensidade de som e existe em todas as palavras com duas ou mais sílabas. O acento gráfico existirá em apenas algumas palavras e será usado de acordo com regras de acentuação.

Classificação das palavras quanto ao acento tônico

As palavras com mais de uma sílaba, conforme a tonicidade, classificam-se em:

  • Oxítonas: quando a sílaba tônica é a última - coração, São To, etc.

  • Paroxítonas: quando a sílaba tônica é a penúltima - cadeira, linha, gua, etc.

  • Proparoxítonas: quando a sílaba tônica é a antepenúltima - irica, Arica, etc.

Os monossílabos podem ser tônicos ou átonos:

  • Tônicos: são autônomos, emitidos fortemente, como se fossem sílabas tônicas.Ex.: ré, teu, lá, etc.

  • Átonos: apoiam-se em outras palavras, pois não são autônomos, são emitidos fracamente, como se fossem sílabas átonas. São palavras sem sentido quando estão isoladas: artigos, pronomes oblíquos, preposições, junções de preposições e artigos, conjunções, pronome relativo que. Ex.: o, lhe, nem, etc.

Atividades

1- No texto abaixo há palavras em que ocorre o fonema /z/. Localize-as, indicando a letra que representa esse fonema.
" Terra de mistérios e exuberante natureza, a Tailândia exige olhos atentos de quem a visita."
(Os Caminhos da Terra, maio 2000, p. 12)

2- Em qual das palavras abaixo há mais letras que fonemas?
caneta - chave - fixo - casa - natureza - mesa

3- Em qual das palavras abaixo há mais fonemas que letras?
campo - menino - lua - sabonete - carro - fixo

4- Quantos fonemas há na palavra representante? E em assanhado?

5- Que palavra tem o mesmo número de fonemas de cheque?
fixo - lixo - ilha - caixa - sapato

6- Qual palavra tem o mesmo número de fonemas de lâmpada?
minha -laranja - agulha - lucro - revista

7- Qual palavra tem o mesmo número de fonemas que tórax?
Milho - falange - faixa - quilo - fósforo

8- Qual palavra tem o mesmo número de fonemas de guerra?
máximo - ficha - cabelo - sapato - papel

9- Explique por que o número de sílabas não é o mesmo em cada par de palavras.
a) saia - saía
b) vou - vôo
c) Mário - Maria
d) colégio - desafio

10- Destaque os encontros vocálicos da frase seguinte e, depois, classifique-os em:
D = ditongos - H = hiatos

"As semifinais do Campeonato de Vôlei de Praia serão no Rio de Janeiro."

11- Identifique, na relação abaixo, as palavras que apresentam semivogal:
riso - muro - melancia - herói - tênue - luz - giz

12- Separe as palavras da relação abaixo em duas colunas: na primeira, você colocará aquelas que apresentam dígrafo; na segunda, as que apresentam encontro consonantal.
quero - falso - prato - lucro - agulha - ficha - marco - brasa - esquilo - exceto - exceção - foguete - livro - assado - murro - telha - nasça - blusa - cheque - apto - descer - aplauso - chinelo - trava

13- De cada relação de palavras abaixo, transcreva apenas:
a) os vocábulos que apresentam ditongo: calmaria, ignorância, demência, trégua, dicionário, leite, mamãe, dispõe, telefonia, tesoura, raízes, saúva, irmão

b) os vocábulos que apresentam hiato: Saara, sábio, raiz, melancia, céu, chapéu, heróico, meu, saída, saúva, retribuíssemos, pai

c) os vocábulos que apresentam tritongo: Paraguai, averiguei, saguão, maio, meia

d) os vocábulos que apresentam ditongo crescente: pai, chapéu, herói, padaria, Claudete, diário, régua, boi, coisa, lousa, vaidoso

e) os vocábulos que apresentam ditongo decrescente: véu, anéis, vou, sábio, loira, espécie, raízes, juízes, sumário, inglório, férteis

f) os vocábulos que apresentam dígrafo: canto, chapéu, ninhada, carroça, quitanda, guerra, linguiça, sagui, tampa circo, muro, brasa, limpo, tinta

14- Transcreva e divida as silabas das palavras abaixo:
separação - canhoto - sílaba - Uruguai - fáceis - assassino - gávea - assado - lírio - mestre - chapéu - apto - heróico - digno - linguiça - grisalho - quilo - cápsula - quente - elipse - cheiroso - brasileiro - perspectiva - saímos - raízes - cooperar - caatinga - exceção - crêem - carroça - fortuito - absolutismo - tungstênio - obsessão - adjunto - adverbial - mensageiro - dispneia - álcool - meia - maio - assembleia - apoio - epidemia - barro - gratuito - pneumático - egípcio - abscissa - obcecado - quiromancia

15- Classifique as palavras abaixo, assinalando: A para as oxítonas, B para as paroxítonas e C para as proparoxítonas.
móvel - anaconda - recém - aríete - refém - lêvedo - sutil - ibero - uretero - avaro - decano - exílio - erudito - aerólito - fortuito - abóbada - cizânia - têxtil - pegada - ômega - ínterim - rubrica - tulipa - gratuito - biótipo - glóbulo

16- Indique a sílaba tônica dos vocábulos abaixo:
caderno - compor - laranjal - metafísica - música - herói - sabonete - alçapão - irmão - alemão - órfã - lâmpada - vender - talvez - café - japonês - altivez - mesquinhez - caminhão - maquinaria

17- Da relação abaixo, destaque apenas os ditongos crescentes:
várias - cárie - Laura - ouço - véu - leu - herói - pastéis - cai - vai - roupa - grau - língua - paciência - mistério - tábua - tênue - árduo

Desenvolvido por Roberto de Avila Zamoner - © 2007 Roberto de Avila Zamoner