Aula 06 - Morfologia:
Substantivo
 

Substantivo é a classe variável que nomeia objetos, pessoas, sentimentos, lugares...

Formação dos Substantivos

Primitivos: Criam outras palavras. Ex.: terra, casa

Derivados: São criados a partir de outras palavras. Ex.: terreiro, terreno; casebre, casinha

Simples: Formados por apenas um radical. Ex.: cabra, tempo

Compostos: Formados por mais de um radical. Ex.: cabra-cega, passatempo

Classificação dos Substantivos

Comuns: Qualquer ser da espécie. Ex.: rua, praça, mulher

Próprios: Um ser específico da espécie. Ex.: rua Rio de Janeiro, praça Duque de Caxias, Isabela.


Os substantivos próprios serão sempre escritos com inicial maiúscula.

Concretos: Nomeiam objetos, lugares, pessoas, animais... Podem ser visualizados. Ex.: Carmem, mesa, urso

Abstratos: Nomeiam ações, estados, sentimentos, qualidades... Dependem de outros seres para existir. Não é possível visualizá-los. Ex.: alegria, tristeza.


Quando quero visualizar alegria posso desenhar um sorriso, por exemplo, mas não a alegria.

Coletivos: Os substantivos coletivos transmitem a noção de plural, embora sejam grafados no singular. Nomeiam um agrupamento de seres da mesma espécie. Abaixo lista de alguns coletivos:

Alcateia

De lobos

Álbum

De fotografias

Antologia

De trechos literários

Assembleia

De parlamentares, associados

Baixela

De objetos de mesa

Banca

De examinadores

Bandeira

De garimpeiros

Bando

De aves

Cacho

De uvas

Cancioneiro

De poemas, canções

Concílio

De bispos

Corja

De ladrões

Elenco

De artistas

Enxoval

De roupas

Feixe

De lenha

Flora

De vegetais

Girândola

De fogos de artifício

Junta

De examinadores, médicos, bois

Legião

De demônios, soldados, anjos

Malta

De desordeiros

Nuvem

De insetos

Panapaná

De borboletas

Pinacoteca

De pinturas

Plantel

De atletas, animais de raça

Repertório

De peças teatrais, anedotas, músicas

Revoada

De pássaros

Romanceiro

De poesias populares

Súcia

De pessoas desonestas

Vocabulário

De palavras

Flexão do substantivo

O substantivo pode flexionar-se em número, gênero e grau.

Flexão de número

1) Formação do plural nos substantivos simples

Regra geral: o plural é formado pelo acréscimo da desinência -s. Ex.: mapa/mapas, degrau/degraus

Terminados em -ão: plural em -ões, -ães ou ãos. Ex.: questão/questões, capitão/capitães, irmão/irmãos

Terminados em -r, -z: acréscimo de -es. Ex.: bar/bares, raiz/raízes

Terminados em -s: acréscimo de -es quando forem oxítonos; invariáveis quando não forem oxítonos. Ex.: país/países, lápis/lápis

Terminados em -l: substitui-se o -l por -is. Ex.: anel/anéis, álcool/álcoois Exceções: mal/males, cônsul/cônsules.


Os substantivos terminados em -il flexionam-se de forma diferente: quando oxítonos, trocam o -l por -s (fuzil/fuzis), quando paroxítonos, trocam -il por -eis (projétil/projéteis).

Terminados em -m: trocam -m por -ns. Ex.: atum/atuns, álbum/álbuns

Terminados em -x: são invariáveis. Ex.: látex/látex, xerox/xerox

Terminados em -zito, -zinho: pluraliza-se a palavra primitiva sem o -s e a terminação. Ex.: balão + zinho = balõe(s) + zinhos/ balõezinhos

2) Formação do plural nos substantivos compostos

Flexionam-se os substantivos, adjetivos, numerais e pronomes sem preposição entre eles. Ex.: primeiro (numeral) - ministro (substantivo)/ primeiros-ministros

Não se flexionam os verbos, advérbios e demais palavras invariáveis. Ex.: vira(verbo) - lata(substantivo)/ vira-latas

Elementos ligados por preposição: só o primeiro elemento é flexionado. Ex.: mula-sem-cabeça/ mulas-sem-cabeça

Palavras repetidas ou onomatopaicas: só o segundo elemento é flexionado. Ex.: pingue-pongue/ pingue-pongues, reco-reco/ reco-recos

Quando o segundo elemento limita ou determina o primeiro: só o primeiro elemento é flexionado. Ex.: caneta-tinteiro/canetas-tinteiro, peixe-boi/ peixes-boi

Flexão de Gênero

Quanto ao gênero, os substantivos podem ser:

Biformes: possuem duas formas, uma para o feminino e outra para o masculino. Ex.: gato/gata, menino/menina, filho/filha.
Quando a mudança de gênero não é marcada pela desinência (o/a), mas por outra palavra (outro radical), o substantivo denomina-se heterônimo. Ex.: cabra/bode, homem/mulher, pai/mãe.

Uniformes: possuem apenas uma forma para os dois gêneros. Os substantivos uniformes se subdividem em:

  • Epicenos: uma só forma para os dois gêneros, a distinção é feita pelas palavras macho e fêmea. Ex.: formiga macho/formiga fêmea, cobra macho/cobra fêmea.

  • Comuns de dois gêneros: uma só forma para os dois gêneros, a distinção é feita pelo determinante (artigo, pronome, adjetivo...). Ex.: a pianista/ o pianista, belo colega/ bela colega.

  • Sobrecomuns: uma só forma para os dois gêneros, não é possível fazer a distinção pelos determinantes. A distinção pode ser feita pela expressão: do sexo masculino/ do sexo feminino. Ex.: a pessoa, a criatura, a criança, o cônjuge.

Alguns substantivos que costumam causar dúvidas

são masculinos
são femininos
o eclipse a omelete
o grama (unidade de massa) a grama (erva rasteira)
o alvará a omoplata
o lança-perfume a dinamite
o teorema a libido
o trema a análise
o estratagema a ênfase
o edema a comichão
o guaraná a cal
o plasma a alface
o champanha a hélice

Mudança de sentido com mudança de gênero

Há substantivos idênticos na forma, porém de gêneros diferentes e significados diferentes. Veja alguns exemplos:

substantivo masculino significado substantivo feminino significado
o cabeça o chefe, o líder a cabeça parte do corpo
o capital o dinheiro, os bens a capital cidade principal
o rádio aparelho receptor a rádio estação transmissora
o moral ânimo a moral parte da filosofia; conclusão
o lotação veículo a lotação capacidade


É importante notar que, não ocorre a flexão de gênero por desinência. Os substantivos o grama / a grama, por exemplo, são idênticos na forma, porém são duas palavras distintas, de diferente etimologia. Flexão de Grau

É a possibilidade de indicar o tamanho do ser que nomeia. Os substantivos podem estar em três graus: normal - aumentativo - diminutivo

As variações de grau podem ser feitas de duas formas:

  • Analítica: Acréscimo de um adjetivo: casa pequena/grande, pé pequeno/grande

  • Sintética: Acréscimo de um sufixo: casinha-casebre/, pezinho/pezão


Alguns sufixos utilizados na formação do grau sintético:

Grau diminutivo Grau aumentativo
-inho, -zinho, -ebre, -im, -acho, -ejo, -eta, -ote... -ona, -ázio, -aça, -az, -arra...
Ex.: amorzinho, riacho, lugarejo Ex.: bocarra, copázio, mulherona


A variação de grau dos substantivos pode trazer um efeito especial ao contexto. O diminutivo muitas vezes expressa carinho, afeto, menosprezo...
(Que gatinho lindo!; Que mulherzinha vulgar!). O aumentativo pode expressar brutalidade, desprezo...(Ele tem o maior narigão!)


Atividades
1- Nos textos abaixo, aponte os substantivos:
a) "Durante todos esses anos o homem observa o porteiro quase sem interrupção. Esquece os outros porteiros e este primeiro parece-lhe o único obstáculo para a entrada na lei." (Franz Kafka)

b) "A tripulação anda pelo convés com passos inquietos e trêmulos; mas em seus semblantes há alguma coisa mais próxima da ansiedade da esperança do que da apatia do desespero."(Edgar Allan Poe)

c) "A impossibilidade de vê-lo me exasperava e eu acendia todas as lâmpadas do meu apartamento, como se pudesse, àquela claridade, descobri-lo." (Guy de Maupassant)

2- Forme substantivos abstratos de acordo com o modelo. menino feliz - a felicidade do menino
a) homem triste
b) crianças pobres
c) edifício alto
d) homem livre
e) mulher viúva
f) recordar a cena
g) imprimir o livro
h) atualizar os conhecimentos
i) verificar os resultados
j) conceder os privilégios

3- Passe para o feminino as frases abaixo:
a) O czar era um autêntico cavalheiro.
b) O genro e o sogro criavam carneiros e bodes.
c) O juiz e o herói eram padrinhos do cônsul.
d) Aquele indivíduo conhecia o jornalista e o estudante.
e) Aquele artista era o ídolo do dentista.

4- Forme substantivos derivados de:
pedra - livro - flor - jardim - mar - máquina - telefone - jornal

5- Reescreva as frases abaixo, substituindo a palavra destacada por um coletivo que lhe corresponda. Faça as alterações necessárias.
a) Os artistas da novela saíram atrasados.
b) Os navios de guerra voltaram ao mar.
c) Os jurados se reuniram na sala secreta.
d) Os examinadores aprovaram o candidato.

6- Separe os seguintes substantivos em duas colunas: M para os masculinos e F para os femininos. Copie cada um deles com seu respectivo artigo definido.
apêndice - comichão - telefonema - aguardente - axioma - ênfase - libido - faringe - dinamite - eclipse

7- Marque: (A) para substantivo epiceno, (B) para substantivo comum de dois gêneros, (C) para substantivo sobrecomum
jovem - pessoa - cobra - tamanduá - vítima - ídolo - jornalista - criança - onça - médium - águia - artista - colega - criatura - indivíduo - gerente - estudante - jacaré - testemunha - dentista - cônjuge - carrasco - omoplata - cataplasma - edema - trema - teorema - alface - guaraná - lança-perfume - clã - champanha

8- Escreva no plural:
a) degrau, troféu, herói, balão, canção, coração
b) questão, opinião, casarão, paredão, vozeirão, alemão
c) cão, capitão, pão, tabelião, cidadão, cristão
d) irmão, tórax, látex, bênção, órgão, órfão
e) mar, açúcar, rapaz, cruz, giz, português
t) país, atlas, pires, lápis, ônibus, animal
g) álcool, cônsul, barril, funil, fóssil, fusível

9- Escreva no plural:
a) mulherzinha, papelzinho, chapeuzinho, balãozinho, pastelzinho
b) generalzinho, barzinho, cãozinho, colarzinho, hotelzinho

10- Escreva no plural as frases seguintes.
a) O guarda-noturno perdeu o guarda-chuva.
b) A ex-aluna compareceu ao chá-de-cozinha.
c) O vice-diretor encontrou o primeiro-ministro.
d) O irmão do recém-nascido foi ao supermercado e comprou água-de-colônia.

11- Da relação seguinte, destaque os substantivos que só aparecem no plural.
ônibus - lápis - núpcias - hemorróidas - atlas - país - pires - cócegas - pêsames - olheiras - ananás - tênis


Desenvolvido por Roberto de Avila Zamoner - © 2007 Roberto de Avila Zamoner